(21) 3352-3665


Ouça pelo nosso aplicativo

Moradores fazem abaixo-assinado pela preservação integral do Parque José Orlando Bernardes, em Vista Alegre 

28 JAN 2016
28 de Janeiro de 2016
Área de lazer está ameaçada para construção de uma clínica da família

Moradores de Vista Alegre, um bairro do subúrbio, e ativistas estão promovendo um abaixo-assinado para preservar o Parque José Orlando Bernardes, no bairro de Vista Alegre. Na área, a prefeitura do Rio de Janeiro pretende construir uma clínica da família. 

A única área de lazer ao ar livre e arborizada do bairro de Vista Alegre, subúrbio carioca, está cercada por tapumes para obra. A pedra é cantada desde o ano passado, muitas vezes em tom de represália aos moradores que decidiram preservar e frequentar o espaço abandonado pelos órgãos públicos.

A alguns metros do parque, uma faixa anuncia que, em breve, Vista Alegre receberá uma clínica da família. A faixa traz agradecimentos, como se fossem assinaturas, ao prefeito Eduardo Paes, deputado Pedro Fernandes e sua mãe a vereadora Rosa Fernandes. 

No início de 2015 já recebíamos o aviso de que esses seriam os planos desses políticos para o Parque em 2016, ano eleitoral. Se antes do anuncio oficial, a notícia das obras do Parque chegava até nós por pessoas ligadas a esses políticos como uma represália, depois da faixa e dos tapumes foram os próprios moradores e frequentadores do parque que nos comunicaram o acontecimento, desta vez em forma de denúncia.  

Nós, moradores de Vista Alegre, não queremos perder nenhuma área do Parque José Orlando Bernardes. Oferecer saúde, da qual somos tão carentes, em detrimento do lazer e do meio ambiente, outros direitos tão escassos em nosso bairro, é uma decisão covarde e interesseira de cunho evidentemente eleitoreiro. É de extrema ignorância, por parte dos gestores públicos da cidade olímpica, uma política pública que desassocia a saúde do lazer e do meio ambiente. A impressão que passam à população é de que apenas conseguem associar poder, dinheiro e voto, o que certamente não aumentará nossa qualidade de vida. Além do mais, mesmo se a obra ocupar metade do Parque, ainda assim não concordamos com a decisão. Queremos o Parque inteiro, não nos contentaremos com lazer e meio ambiente pela metade. Nós, moradores do bairro de Vista Alegre, não nos contentaremos mais com as migalhas que nos oferecem. 

O Parque, que estava em total abandono pelo poder público, vem sendo preservado pelos moradores que valorizam essa área única do bairro. Em 2015, foram plantadas mais de 30 árvores no Parque e mais de 500 pessoas estiveram por lá cuidando dessa área por iniciativa da população que se mobilizou e desde então vem revitalizando por conta própria, mas com todas as precauções técnicas, não só o Parque, mas o bairro como um todo. Ora, há outras áreas em Vista Alegre, como o próprio terreno em que estava pendurada uma das faixas ou o terreno que abrigava a Fábrica de Cimento Irajazinho, que podem receber a clínica da família. Lembramos ainda que o lugar é de interesse histórico e arqueológico, de acordo com o Instituto Histórico Geográfico Baixada de Irajá (IHGBI), que estuda a região e suspeita que o local teria sido, há alguns séculos, um importante engenho de açúcar.

Por todas essas razões, reivindicamos a preservação integral do Parque José Orlando Bernardes como medida imprescindível para manutenção da qualidade de vida dos moradores de Vista Alegre e do subúrbio carioca.

*Fonte: avaaz.org petições da comunidade

Voltar

A Rádio que toca Cultura

Desenvolvido: Agência Bicuda   ZYU 204   Bicuda FM 98,7 MHz - Rio de Janeiro - Brasil - CNPJ: 02.763.172/0001-42    Insc. Municipal: 0468710-8

Rio de Janeiro - Brasil